quinta-feira, 21 de março de 2013

A Desumanidade da Humanidade


O grande poeta Renato Russo já cantarolava: 

"A humanidade é desumana
Mas ainda temos chance,
O sol nasce pra todos,
Só não sabe quem não quer" 

A desumanidade é tamanha que é necessário pleitear, criar regras e até princípios para aqueles que são considerados racionais, humanos. Garantir o direito dos humanos e não de uma pequena parte privilegiada ou de minorias, mas de uma humanidade que ainda não percebeu que nasceu gente.

O comportamento humanitário é fruto de uma convivência mútua dos diferentes, porém justa e igualitária. Quando não entendemos este espírito deixamos de ser humanos e nos tornamos piores que os irracionais.

O direito dos humanos é a luta para se ter a capacidade consciente e equilibrada de usufruir de livre condição de vida. Viver em liberdade sem distinção de cor, etnia, religião, sexo, limitações físicas, de origem, de classe social ou qualquer outra condição.

Ser reconhecida como pessoa, um ser humano em todos os lugares. Ter direitos de proteção contra qualquer discriminação ou tratamento ou castigo cruel, desumano ou degradante.

Ser humano é ter dignidade de se sentir humano, gente.
É lutar por direitos com os que se acham mais humanos do que toda a humanidade.

Por favor, pelo menos faça a sua parte leia a Declaração Universal Dos Direitos Humanos.

Rev. Sandro M. Viana
Licença Creative Commons
O trabalho A Desumanidade da Humanidade de Sandro Mariano Viana foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em http://www.sandroviana.com/2013/03/a-desumanidade-da-humanidade.html.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em www.sandroviana.com.

Você entende o que canta?

"Música para compor o ambiente Música para escovar o dente Música para fazer chover Música para ninar nenê Música para tocar...