terça-feira, 7 de outubro de 2014

Rebordosa eleitoral

Quero neste post dialogar de forma madura e cristã o que muitos perderam para o momento, pois estão cegos a ponto de perderem a capacidade mínima de raciocínio. 

Lamentavelmente a fé torna-se inútil quando não consegue trazer clareza de vida e precisamos apelar para os argumentos mínimos de razoabilidade.  

Um dia depois das eleições ficou o rastro de meses de debates e discussões eleitorais. São santinhos, panfletos jogados ao chão. Toneladas de lixo eleitoral e também muitas mágoas, culpas, desavenças, inimizades, rancor, lides jurídicas, etc.

Durante este período por respeito aos meus amigos, familiares e irmãos da igreja onde sirvo não manifestei se quer uma vírgula, minha posição política só interessa a mim mesmos, pois acredito que todos nós temos o direito de fazermos nossas escolhas livremente, porém estes dias puseram a prova a fé de muita gente. O tipo e o nível de muitos cristãos foram revelados diante das telas, de textos e comentários nas redes sociais.

Nunca os evangélicos foram tão observados e medidos como foram nestes últimos dias. Os princípios mais básicos da fé bíblica cristã como o domínio próprio a mansidão a tolerância a honestidade foram colocados de lado em prol de uma causa maior, a política.

As manipulações e todos os tipos de manchetes mesmo que fossem indícios eram postadas e repostadas por ávidos incendiários com vídeos, fotos e textos editados não tomando devido cuidado de consultar as fontes fidedignas. Muitos perderam suas estribeiras, desiquilibraram-se chegando as raias da insana loucura odiosa a ponto de praguejarem, difamarem, mentirem, e beiraram palavrões.

Lamentavelmente o amor cristão em nossos dias tornou-se tão volátil que é necessário apelar para a civilidade, urbanidade e educação cidadã, mas nem isso por vezes resolve. Há pessoas que agem abaixo dos instintos mais animalescos.  Sinceramente fiquei assustado!

The Day After ( O dia seguinte)
Depois deste período de eleições muitos voltarão com remorsos ou cinicamente se comportarão como se nada houvesse acontecido e tentarão assoprar onde feriram! As áureas angelicais e a fala mansa voltarão a persuadir.

Ficou muito clara neste período político a posição da igreja evangélica sua militância sua mobilização com afinco e dedicação divulgando suas aguerridas, apaixonadas e inflamadas defesas ideológicas onde professaram declaradamente em alto e em bom som no que acreditam.

Nunca o cristianismo dos nossos dias foi tão pregado naquilo que professamos politicamente!

Cabe uma pergunta diante disso tudo: Temos a simplicidade das pombas para anunciar o amor de Deus a esperança e a Graça mesmo em épocas e ambientes de discordância? (Período politico?) Há uma disposição de abrir mão de convicções políticas para pregar a Cruz de Cristo?

Creio e obedeço (vivo) a soberana vontade divina mesmo que para mim aparentemente acredite que governos estejam em desacordo de minhas posições politicas, pois não há um milímetro sequer que não esteja no controle de Cristo.

Pense:
“Assim diz o Senhor ao seu ungido: a Ciro, cuja mão direita seguro com firmeza para subjugar as nações diante dele e arrancar a armadura de seus reis, para abrir portas diante dele, de modo que as portas não estejam trancadas” Isaías 45:1

“Disse mais o Senhor a Moisés: "Quando você voltar ao Egito, tenha o cuidado de fazer diante do faraó todas as maravilhas que concedi a você o poder de realizar. Mas eu vou endurecer o coração dele, para não deixar o povo ir”. Êxodo 4:21

Rev. Sandro M. Viana




Licença Creative Commons
O trabalho Rebordosa eleitoral de http://www.sandroviana.com/2014/10/rebordosa-eleitoral.html
 está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional 

Você entende o que canta?

"Música para compor o ambiente Música para escovar o dente Música para fazer chover Música para ninar nenê Música para tocar...