quarta-feira, 23 de abril de 2014

Copo com água

Sempre fui reconhecido como um otimista e idealista tanto pelos meus amigos como pela minha família. O manjado ditado copo com metade de água sempre olhei a metade com água mesmo sabendo que a outra metade denuncia as nossas deficiências sociais ausência do Estado e incapacidades de cumprir nosso papel como cidadãos brasileiros.

Digo isso pelos movimentos violentos que se instalaram em nosso país antes da copa e das olimpíadas.
Vemos nitidamente uma dívida social que se empurrou durantes séculos de corrupções e desmandos dos poderosos. Hoje precisamos urgentemente nos comportarmos como uma nação desenvolvida como se tivéssemos um povo com acesso a escolas de qualidade, hospitais de primeiro Mundo e segurança nova-iorquina. Tudo para inglês, alemães, italianos, mexicanos, africanos ver menos para nós mesmos!

Nas décadas anteriores o brasileiro era considerado como “bonzinho” pacato e passivo o grande problema é que as novas gerações não são tão criticas como deveriam ser, mas são violentas e agressivas. Às vésperas do grande evento da copa do Mundo com certeza assistiremos o que foi plantado dentro do coração dos brasileiros como: educação, cordialidade, simpatia, segurança e receptividade.

O sentimentalismo patriótico está sendo destilado nas vitrines das lojas. Sentimento que nasce nas poderosas empresas de calçados materiais esportivos, empresas fabricantes de eletrodomésticos como TV’s , etc.

O patriotismo brasileiro o amor a pátria está do outro lado da margem da pratica diária de nossas vidas. Haverá toda uma nação chorando diante das TV's novinhas em folha no momento da execução do hino, mas não nos sensibilizamos e nem somos patriotas na nossa prática de vida! Não somos a melhor seleção Mundo como cidadãos. Somos uma das nações mais corruptas com os piores índices de educação, com a maior população carcerária do Mundo, maior índice de mortes no trânsito e entre jovens, desigualdades mortais. Nossa simples conduta diária realmente nos faz chorar de vergonha quando assistimos passivamente pessoas furando filas, burlando imposto de renda, colando em provas e concursos. Somos reconhecidos internacionalmente como o país do samba e das mulheres em roupas sumárias.  Quando que vamos acordar para a cidadania? Às vésperas da Copa o que mais poderemos testemunhar?  Não me esqueci da metade do copo vazio, mas a outra metade tem que aguar a terra seca para brotar novos rebentos de esperança e matar as sedes de justiça e que esta água possa encher o restante copo que ainda está pela metade.


Rev. Sandro M. Viana

Licença Creative Commons
Copo com água de Sandro M. Viana está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Você entende o que canta?

"Música para compor o ambiente Música para escovar o dente Música para fazer chover Música para ninar nenê Música para tocar...