quinta-feira, 22 de maio de 2014

O fariseu e a publicana (A vaidade religiosa)

Há uma parábola que hoje ecoa sobre a história de duas pessoas que foram ao Congresso Nacional para defenderem a causa das crianças e dos pobres.
Um era um santo pastor e a outra uma apresentadora acusada de meretriz por seu passado.

O pastor, sentado, assim argumentava consigo mesmo: Ó Deus, graças te dou que não sou como os demais homens, roubadores, injustos, adúlteros, nem ainda com esta promíscua mulher. Jejuo duas vezes na semana, e dou o dízimo de tudo quanto ganho.

Mas a mulher ao ouvir insultos sobre o seu passado, estando sentada de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas acenou com um coração, dizendo: Ó Deus, sê propício a mim, pecadora!

Digo-vos quem destes voltou justificado para sua casa? Porque todo o que a si mesmo se exaltar será humilhado; mas o que a si mesmo se humilhar será exaltado.

Parabolando por Rev. Sandro M. Viana. Licença Creative Commons

Evangelho de Lucas Cap. 18.10-14

O fariseu e a publicana de Sandro M. Viana está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://www.sandroviana.com/2014/05/o-fariseu-e-publicana-vaidade-religiosa.html.

domingo, 4 de maio de 2014

Cuidado Divino

“Como pastor ele cuida de seu rebanho, com o braço ajunta os cordeiros e os carrega no colo; conduz com cuidado as ovelhas que amamentam suas crias. Quem mediu as águas na concha da mão, ou com o palmo definiu os limites dos céus? Quem jamais calculou o peso da terra, ou pesou os montes na balança e as colinas nos seus pratos? Quem definiu limites para o Espírito do Senhor, ou o instruiu como seu conselheiro? A quem o Senhor consultou que pudesse esclarecê-lo, e que lhe ensinasse a julgar com justiça? Quem lhe ensinou o conhecimento ou lhe apontou o caminho da sabedoria? Na verdade as nações são como a gota que sobra do balde; para ele são como o pó que resta na balança; para ele as ilhas não passam de um grão de areia”. 
Profeta Isaías Cap. 40.11-15

Acabei de acordar e ao abrir os meus olhos percebi que estava justamente no mesmo lugar que tinha adormecido na noite anterior e neste intervalo aconteceram milhões de coisas enquanto dormia e mesmo assim tive a certeza de que no outro dia acordaria e daria continuidade a minha apertada agenda de compromissos particulares. Neste exato momento não sei quantas vezes bateu meu coração, mas mesmo assim ignoro o fato de que nem mesmo controlo esta sofisticada bomba de carne e sangue. 

Celebramos nossas datas de aniversários como se fosse mérito nosso! Chegamos a esta existência pelas mãos de pessoas que não lembramos e nem sabemos, mas fomos recebidos por mãos que fizeram nosso parto. Espirramos involuntariamente e lembramos que somos habitação de milhares de seres microscópicos, vírus e bactérias, e inevitavelmente admitimos nossas doenças e assim vai por toda vida acreditando que somos deuses e eternos. Os últimos suspiros que antecedem nossa partida desta vida para a eternidade este corpo será entregue novamente a outros para o sepultamento e ainda assim estaremos aos cuidados do próximo. 

Acreditamos que temos o controle de todas as coisas de nossas próprias vidas, ledo engano! Esta meditação não é niilista nem pessimista e muito menos fatalista, mas uma linda descoberta poética existencial entre o céu e o coração humano onde nossas escolhas são iluminadas pelo Senhor que tudo governa. É por pensarmos que somos senhores de nossos destinos que não valorizamos as orações e nem a convivência mútua com o nosso semelhante. Quando estamos em grandes dificuldades lembramos que existe estes recursos espirituais. 

A humanidade sempre acreditou que esteve no controle de suas próprias vidas, mas só se deparam com suas incapacidades quando suas escolhas pessoais frustram suas próprias expectativas ou na óbvia natureza da vida como: Nascer, existir, envelhecer e morrer. Mesmo que vivamos alienadamente para nós mesmos ainda há alguém que governa e cuida deste pequeno planeta e que não dorme e nem atrasa, mas que cuida como um pastor de toda a humanidade. 

A humildade é um dos atributos humano que aperfeiçoa a visão dos filhos de Deus diante da vida que vivem. Sem humildade tudo se torna cinza e amargo.

Rev. Sandro M. Viana
Licença Creative Commons
Cuidado Divino está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://www.sandroviana.com/2014/05/cuidado-divino.html.

terça-feira, 29 de abril de 2014

Você é santo!

A propaganda pós-moderna de cerveja da Schin retrata bem como anda a fé de muita gente. Quando se faz a seguinte pergunta por que você crer? Simplesmente corremos o risco de ouvir resposta de mesa de botequim: "Porque sim!" O Programa infantil Castelo Rá-tim-bum por ser mais inteligente já afirmava "Por Que Sim Não É Resposta!" 

A ética cristã contemporânea tem demonstrado graves deficiências de domínio e compreensão sobre os assuntos mais básicos da fé cristã dentre eles o que é uma vida santa! Já ouvi alguns cristãos afirmarem que não são santos por medo de serem acusados de hipócritas religiosos.

O apóstolo Pedro de Roma escreve para as comunidades de cristãos perseguidos e aflitos que estão na Ásia Menor (Hoje Capadócia) alertando-os sobre como deve ser suas condutas e enfaticamente ressalta sobre suas vidas espirituais na santificação. Ser santo é ser escolhido, consequentemente separado por Deus para uma excelente obra! Não somos melhores, porém capazes se perceber nossas condições de pecadores. É como um hipertenso consciente que precisa saber se alimentar moderadamente evitando as extravagâncias no sal e na gordura. Precisa ter uma vida com hábitos saudáveis.

A santificação começou por obra divina em nossas vidas e nos traz a consciente responsabilidade pessoal de vivermos até os últimos dias neste mundo na luta constante contra o pecado nosso de uma sociedade corrompida e do inimigo de nossas almas o Diabo.
Você se torna santo pelo ato de Crer na salvação de Cristo, isto é, você não se santifica para ser salvo mas por ser salvo! Entendeu? 

  • É um processo contínuo: Ef. 4.15
  • Deus quem efetua esta obra: Jo. 14.17,18 e Gl. 5.16
  • É necessário persistência: Fp. 3.12 e 1 Jo. 1.8
  • É uma dieta cristã que não cria perfeccionistas e nem hipócritas religiosos! Fp. 3. 12-14 
  • Pedro adverte que Cristo quem nos chamou nos chamou para sermos santos! 

"Como filhos da obediência, não vos amoldeis às paixões que tínheis anteriormente na vossa ignorância;
pelo contrário, segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento,
porque escrito está: Sede santos, porque eu sou santo".  (1ª Pedro 1.12-14)

É interessante que as pessoas querem tudo de Deus menos este imperativo!

Esta semana a igreja católica canonizou dois papas agora serão São João Paulo 2º e São João 23, isto significa que somente para os católicos romanos do Mundo todo poderão orar para "eles" pedindo perdão de seus pecados, rogando curas de suas doenças e milagres. Foram elevados ao mesmo nível de Cristo tornaram-se mediadores entre Deus e a humanidade.  

Na contra mão do que a Bíblia ensina que há um só único mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo!

"Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus"  (1ª Timóteo 2.5)

O livramento da morte eterna pela obra redentora através da ressurreição de Jesus que é o único mediador entre Deus e os homens. A páscoa é o livramento da morte que passou sobre nós pelo derramamento do sangue do filho que nos uniu ao Pai e hoje usufruímos da vida eterna pela ressurreição de Cristo que foi o único que voltou dos mortos.  

Você é um santo filho de Deus não precisará de um grandioso ato político religioso de tamanha solenidade papal ou tornar-se um Papa para ser canonizado e assim tornar-se um santo, pois você sempre foi amado por Deus a ponto de receber o sacrifício eficaz e salvífico de Cristo. Isto é suficiente.
Basta crer em Jesus Cristo e tornar-se-á um santo servo e humilde filho de Deus! 

Fé é também pensar! 
Um abração

Rev. Sandro M. Viana




Licença Creative Commons
Você é santo de http://www.sandroviana.com/2014/04/voce-e-santo.html está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Copo com água

Sempre fui reconhecido como um otimista e idealista tanto pelos meus amigos como pela minha família. O manjado ditado copo com metade de água sempre olhei a metade com água mesmo sabendo que a outra metade denuncia as nossas deficiências sociais ausência do Estado e incapacidades de cumprir nosso papel como cidadãos brasileiros.

Digo isso pelos movimentos violentos que se instalaram em nosso país antes da copa e das olimpíadas.
Vemos nitidamente uma dívida social que se empurrou durantes séculos de corrupções e desmandos dos poderosos. Hoje precisamos urgentemente nos comportarmos como uma nação desenvolvida como se tivéssemos um povo com acesso a escolas de qualidade, hospitais de primeiro Mundo e segurança nova-iorquina. Tudo para inglês, alemães, italianos, mexicanos, africanos ver menos para nós mesmos!

Nas décadas anteriores o brasileiro era considerado como “bonzinho” pacato e passivo o grande problema é que as novas gerações não são tão criticas como deveriam ser, mas são violentas e agressivas. Às vésperas do grande evento da copa do Mundo com certeza assistiremos o que foi plantado dentro do coração dos brasileiros como: educação, cordialidade, simpatia, segurança e receptividade.

O sentimentalismo patriótico está sendo destilado nas vitrines das lojas. Sentimento que nasce nas poderosas empresas de calçados materiais esportivos, empresas fabricantes de eletrodomésticos como TV’s , etc.

O patriotismo brasileiro o amor a pátria está do outro lado da margem da pratica diária de nossas vidas. Haverá toda uma nação chorando diante das TV's novinhas em folha no momento da execução do hino, mas não nos sensibilizamos e nem somos patriotas na nossa prática de vida! Não somos a melhor seleção Mundo como cidadãos. Somos uma das nações mais corruptas com os piores índices de educação, com a maior população carcerária do Mundo, maior índice de mortes no trânsito e entre jovens, desigualdades mortais. Nossa simples conduta diária realmente nos faz chorar de vergonha quando assistimos passivamente pessoas furando filas, burlando imposto de renda, colando em provas e concursos. Somos reconhecidos internacionalmente como o país do samba e das mulheres em roupas sumárias.  Quando que vamos acordar para a cidadania? Às vésperas da Copa o que mais poderemos testemunhar?  Não me esqueci da metade do copo vazio, mas a outra metade tem que aguar a terra seca para brotar novos rebentos de esperança e matar as sedes de justiça e que esta água possa encher o restante copo que ainda está pela metade.


Rev. Sandro M. Viana

Licença Creative Commons
Copo com água de Sandro M. Viana está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

A foto da esperança


"Nesta santa semana não chores por mais um corpo ensanguentado, mas por você mesmo que levou outro a morrer em seu lugar, Cristo. Conscientize-se que a nossa natureza humana levou o filho único de Deus a cruz e que esta obra (só este sacrifício) para aqueles que creem é suficiente! O sentido da páscoa é receber o livramento da morte eterna pela morte da morte na ressurreição de Cristo! Ressuscitamos com ele! Onde está, ó morte, a tua vitória? (Rm. 1 Coríntios 15.55b) " Rev. Sandro M. Viana.

Ele cresceu diante dele como um broto tenro, e como uma raiz saída de uma terra seca. Ele não tinha qualquer beleza ou majestade que nos atraísse, nada havia em sua aparência para que o desejássemos. Foi desprezado e rejeitado pelos homens, um homem de dores e experimentado no sofrimento. Como alguém de quem os homens escondem o rosto, foi desprezado, e nós não o tínhamos em estima.

Certamente ele tomou sobre si as nossas enfermidades e sobre si levou as nossas doenças; contudo nós o consideramos castigado por Deus, por Deus atingido e afligido.
Mas ele foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniquidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados.

Todos nós, tal qual ovelhas, nos desviamos, cada um de nós se voltou para o seu próprio caminho; e o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de todos nós. Ele foi oprimido e afligido; e, contudo, não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado para o matadouro, e como uma ovelha que diante de seus tosquiadores fica calada, ele não abriu a sua boca.

Com julgamento opressivo ele foi levado. E quem pode falar dos seus descendentes? Pois ele foi eliminado da terra dos viventes; por causa da transgressão do meu povo ele foi golpeado. Foi-lhe dado um túmulo com os ímpios, e com os ricos em sua morte, embora não tivesse cometido nenhuma violência nem houvesse nenhuma mentira em sua boca.
Contudo, foi da vontade do Senhor esmagá-lo e fazê-lo sofrer, e, embora o Senhor tenha feito da vida dele uma oferta pela culpa, ele verá sua prole e prolongará seus dias, e a vontade do Senhor prosperará em sua mão. Depois do sofrimento de sua alma, ele verá a luz e ficará satisfeito; pelo seu conhecimento meu servo justo justificará a muitos, e levará a iniquidade deles. Por isso eu lhe darei uma porção entre os grandes, e ele dividirá os despojos com os fortes, porquanto ele derramou sua vida até a morte, e foi contado entre os transgressores. Pois ele levou o pecado de muitos, e pelos transgressores intercedeu.

Profeta Isaías há 700 anos descreve a crucificação de Nosso Senhor Jesus. Isaías 53.2-12 (NVI)


terça-feira, 15 de abril de 2014

Oração da Alegria

Hoje de madrugada olhei a lua de sangue eclipsada e nasceram estes versos de adoração.

Majestoso és em Tuas obras
Põem limites ao firmamento
Faz das estrelas uma ciranda
Para renovar em nós o Teu alento

Dos negros abismos dos oceanos
Ao mais profundo azul celeste
Bailam os seres em cardumes e alados
Que inspiram os corações que aqueces

Moves todo o universo
Para alcançar por amor
Ao mundo que Te ignora
Tens misericórdia por Teu grande favor

Minh'alma anseia por Ti
Que alegremente acolheu minha oração
Meu coração entoa a Ti
Por verdadeiro perdão

A verdadeira adoração não adora coisas mas ao Criador de tudo!
Rev. Sandro M. Viana. Parnamirim/RN
Fonte: www.sandroviana.com 


Licença Creative Commons
Oração da Alegria (do Eclipse) de http://www.sandroviana.com/2014/04/oracao-da-alegria-do-eclipse.html está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

domingo, 9 de março de 2014

Mamom ou Cristo?


Indo Jesus debaixo de um escaldante sol num empoeirado caminho para celebrar a páscoa no morro do Alemão juntamente com seus amigos discípulos é parado com uma buzinada de uma luxuosa Range Rover Vogue. Dentro da pick-up está um brilhante e talentoso jovem que estudara Economia na USP mestrando em Harvard. Filho de uma tradicional, ortodoxa e conservadora família religiosa de usineiros, sempre se achou o centro das atenções acreditando que tudo orbitara ao seu redor. Em seu alinhado terno Armani fio 180 o seu Iphone não parava de tocar, pois sua agenda de compromissos era superlotada. Ao aproximar-se de Jesus diminui o som do rádio, abaixa o vidro e de dentro do veículo pergunta:

“Mestre, que farei de bom para ter a vida eterna?”

Jesus no meio da poeira levantada pela freada do carro responde: 

“Por que você me pergunta sobre o que é bom? Há somente um que é bom! Se você quer entrar na vida, obedeça aos mandamentos”. 

“Quais?”, perguntou o jovem.

Jesus respondeu:

“Não mate ninguém, não adultere, não furte, não minta, ame seus pais a ponto de honrá-los” e “Ame o seu próximo como a você mesmo”.

O jovem seguro de si mesmo num sorriso de comercial de pasta de dentes abaixa seus óculos Louis Vuitton e diz:

“A tudo isso tenho obedecido. Sou o primogênito herdeiro de uma tradicional família onde há sacerdotes e desde criança sou um assíduo cumpridor de toda a tradição da minha religião. Viajei o mundo todo! O que me falta ainda?” 

Disse-lhe Jesus:

"Se queres ser perfeito, vai, desapega e vende tudo o que tens no Mercado Livre, OLX ou Bom Negócio ponto com, e divulgue para seus amigos no Facebook e Twitter um vídeo beneficente no Youtube que você está me servindo numa comunidade dando aulas de reforço e violão em uma ONG pra adolescentes infratores e necessitados na Baixada, assim desprovido de si mesmo, gastando toda a sua brilhante inteligência, saúde e tempo servindo ao próximo terá um tesouro no céu!"  

O jovem ao ouvir as palavras de Cristo, acelerou ruidosamente o carro e retirou-se triste; porque possuía muitos bens.

Rev. Sandro Mariano Viana
Parnamirim/RN

Adaptado do texto de Mateus 19.16-22 da Nova Versão Internacional (NVI). 

Licença Creative Commons
Mamom ou Cristo? de Sandro Mariano Viana está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://www.sandroviana.com/2014/03/mamom-ou-cristo.html.

Você entende o que canta?

"Música para compor o ambiente Música para escovar o dente Música para fazer chover Música para ninar nenê Música para tocar...